Mi Buenos Aires Querido
Partiu Lollapalooza Argentina 2020? O que você precisa saber

Partiu Lollapalooza Argentina 2020? O que você precisa saber

Lollapalooza Argentina 2020 Buenos Aires San Isidro Lolla Argentina 2020 / By iWally Photography

Se participar de um Lollapalooza já é uma experiência incrível, fica ainda melhor como parte de uma viagem. O motivo pode ser porque não tem o festival na sua cidade, porque terminam sendo mais baratos os ingressos em outro país ou simplesmente pela oportunidade de combinar os shows com uns dias de turismo. Afinal, conhecer lugares, pessoas e música nova é um plano redondo!

No caso da América Latina, os únicos três países que têm seu próprio Lolla são Brasil, Chile e Argentina. Considerando o quesito dinheiro, o Lollapalooza Argentina continua sendo uma alternativa tentadora devido ao câmbio do peso argentino (ARS).

Quando vai ser o Lollapalooza Argentina 2020?

A sétima edição do Lollapalooza Argentina já está marcada para os dias 27, 28 e 29 de março de 2020. Como vem ocorrendo em anos anteriores, o evento vai acontecer de forma simultânea com o Lollapalooza Chile e uma semana antes do Lolapalloza Brasil, que tem data marcada para os dias 3, 4 e 5 de abril de 2020.

Que artistas vão se apresentar no Lollapalooza Argentina 2020?

O line-up do Lolla Argentina deve ser anunciado em algum momento entre setembro e novembro deste ano. Até lá, é de se esperar como sempre muita especulação! Os primeiros rumores por enquanto apontam atrações como Guns ‘n’ Roses, Kiss e Metallica.

Lollapalooza Argentina 2020 Lolla Argentina 2020 Buenos Aires Hipodromo San Isidro

Onde vai ser o Lollapalooza Argentina 2020?

O encontro será novamente no Hipódromo de San Isidro, localizado nas aforas da cidade de Buenos Aires. A área fica a 10 minutos de carro ou táxi do Aeroporto Internacional Jorge Newbery e a 35 minutos do Aeroporto Internacional de Ezeiza. Também é fácil chegar de trem ou ônibus.

Quanto custam os ingressos para o Lollapalooza Argentina 2020?

Os ingressos para o Lollapalooza Argentina 2020 estão à venda desde o começo de julho de 2019, em forma de passe para os 3 dias do festival. A demanda outra vez foi enorme e fez esgotar rapidamente os tickets gerais de Early Bird e as primeiras pré-vendas. Atualmente, os passes de 3 dias estão em fase de pré-venda 3.

Vale lembrar que a venda de ingressos por dia é aberta só após o anúncio do line-up definitivo, previsto mais para o final do ano.

Comparação dos preços dos ingressos do Lollapalooza Argentina 2020 com o Chile e o Brasil

Vamos ir indicando abaixo os preços oficiais dos ingressos disponíveis para os festivais Lollapalooza da Argentina, Chile e Brasil (incluindo a taxa de conveniência ou custo de serviço). Para facilitar a comparação, indicamos também o valor equivalente em dólares americanos (USD).

Lollapalooza Argentina 2020

IngressoLotePreço em ARSPreço em USD
3 DiasPré-venda 3ARS 8.625USD 144
3 Dias VIPPré-venda 2ARS 17.240USD 289

Lollapalooza Chile 2020

IngressoLotePreço em CLPPreço em USD
3 DiasPré-venda 2CLP 173.600USD 218
3 Dias VIPPré-venda 2CLP 403.200USD 505
3 Dias PremiumPreço finalCLP 655.200USD 821

Lollapalooza Brasil 2020

IngressoLotePreço em BRLPreço em USD
3 Dias (Inteira)N/AN/AN/A
3 Dias (Meia)N/AN/AN/A
3 Dias VIP (Inteira)N/AN/AN/A
3 Dias VIP (Meia)N/AN/AN/A

Lollapalooza Argentina 2019 Buenos Aires San Isidro Lolla Argentina 2019 / By iWally Photography
Como comprar ingressos para o Lollapalooza Argentina 2020?

Venda oficial

Os ingressos estão à venda em allaccess.com.ar. É preciso se cadastrar previamente no site, sendo que cada usuário cadastrado pode comprar no máximo 4 tickets.

Como parte do cadastro também é necessário indicar um endereço na Argentina. Quem não mora no país pode usar um endereço de referência, como por exemplo o do hotel. Depois, deverá selecionar a opção “Retiro por puntos de entrega” ou “Envío a domicilio” (esta última só está disponível para residentes na Argentina).

Vale lembrar que em caso de imprevistos climáticos ou força maior, os organizadores podem cancelar um ou vários dias do festival, em cujo caso deverão reembolsar o valor do ingresso. De fato foi o que ocorreu no terceiro dia do Lollapalooza Argentina 2018.

Venda alternativa

Caso não consiga ou prefira não comprar no site oficial, uma alternativa é comprar os ingressos em sites de revenda como o StubHub. As principais vantagens e diferenças em relação à venda oficial são as seguintes:

  • O pagamento pode ser parcelado em reais com cartão de crédito brasileiro.
  • Possibilidade de comprar ingressos já esgotados em canais de venda oficiais.
  • Possibilidade de enviar os ingressos ao seu alojamento na Argentina.
  • Garantia de que os ingressos são originais e serão entregues a tempo.
  • Reembolso caso o evento venha a ser cancelado sem reprogramação.
  • Atendimento ao cliente em português.
  • Os preços são definidos por cada revendedor e por isso podem ser maiores ou menores que os dos canais oficiais.

Onde posso me hospedar para ir ao Lollapalooza Argentina 2020?

O acesso ao Hipódromo de San Isidro é relativamente rápido e fácil partindo de Buenos Aires ou de seus aeroportos. Por isso, a decisão de onde ficar hospedado depende do tipo de viagem que você queira fazer.

Caso a viagem seja exclusivamente para ver o Lolla durante os 3 dias do festival, provavelmente vale a pena ficar mais perto da área do evento, em San Isidro ou em municípios próximos como Martínez, Olivos, Vicente López.

Agora se a ideia for ir apenas a um dia do festival, pode ser mais interessante ficar hospedado na cidade de Buenos Aires para aproveitar a viagem e fazer um pouco de turismo. Os bairros portenhos com maior oferta hoteleira são o Centro, Recoleta e Palermo.

Use o buscador abaixo para encontrar seu hotel, hostel ou apartamento em Buenos Aires:

Lollapalooza Argentina 2019 Buenos Aires San Isidro Lolla Argentina 2019 / By iWally Photography

Quanto custa ir ao Lollapalooza Argentina 2020?

As típicas despesas da viagem durante 3 dias em Buenos Aires podem ser estimadas em aproximadamente USD 500 por persona, incluindo hospedagem (USD 100 por noite), refeições e bebidas (USD 30 por dia), transfer ida e volta ao aeroporto (USD 50), transporte (USD 10 por dia), entre outras despesas genéricas.

Finalmente, só faltaria somar a esse orçamento o valor da passagem da cidade de origem até o aeroporto ou os terminais de ônibus, trem ou barco de Buenos Aires.

Quem estiver vindo do interior da Argentina tem como benefício a nova onda de voos “low cost” que começam em apenas USD 25. No caso dos países da América do Sul, a passagem de avião normal custa aproximadamente USD 200 saindo do Uruguai e do Chile, USD 400 da Bolívia ou do sudeste do Brasil, USD 600 do Peru, até cerca de USD 800 partindo da Colômbia, do Equador ou do norte do Brasil.

Use o buscador abaixo para encontrar voos partindo da sua cidade até Buenos Aires:


Compartilhar!


Você está pensando em viajar ao Lollapalooza Argentina 2019? Conta pra gente nos comentários!

Uber em Buenos Aires: vale a pena?

Uber em Buenos Aires: vale a pena?

Uber Argentina 2019 Uber Buenos Aires 2019


O aplicativo Uber chegou a Buenos Aires em 2016, gerando grande polêmica como em todas as cidades do mundo onde foi desembarcando. No caso particular da capital argentina, a empresa enfrentou de cara uma forte rejeição tanto por parte dos taxistas como das autoridades locais.

O principal ponto de conflito é que o Uber se apresenta como uma empresa de tecnologia e portanto não cumpre com a regulamentação portenha para o transporte de passageiros. Por esse motivo, e diferentemente de outras companhias como a Cabify, o Uber circula em Buenos Aires de forma ilegal.

Qual é a situação atual do Uber na Argentina?

Apesar da perseguição dos taxistas e de diversas tentativas judiciais de bloquear o aplicativo, o Uber continua ativo e crescendo a passos acelerados na Argentina. Após quase três anos de presença no país, conta com mais de 35 mil sócios motoristas e mais de 2 milhões de usuários cadastrados.

Porém, esse crescimento poderia ser ameaçado pelo recente endurecimento das leis portenhas em relação à empresa. Novas normas aprovadas em novembro de 2018 devem confiscar a carteira e aplicar uma importante multa àqueles motoristas que forem pegos dirigindo para o Uber.

Em que cidades da Argentina o Uber está presente?

O aplicativo está disponível na cidade de Buenos Aires e em toda a sua região metropolitana. Mais recentemente, também circula nas cidades de Mendoza (onde está legalizado) e Mar del Plata.

Que tipos de Uber funcionam em Buenos Aires?

O Uber portenho está atualmente disponível em três versões:

  • Uber X, para corridas individuais básicas;
  • Uber Pool, para corridas compartilhadas;
  • Uber Select, para corridas individuais em veículos diferenciados.

Quais são as vantagens e desvantagens de usar o Uber em Buenos Aires?

Além da conveniência de utilizar um aplicativo (o mesmo que funciona no Brasil), a principal vantagem é que o Uber costuma ser mais barato do que táxis e aplicativos similares disponíveis em Buenos Aires. De qualquer forma, os valores podem variar já que em momentos de alta demanda é cobrado um adicional conhecido como “tarifa dinâmica”.

A grande desvantagem de usar o Uber em Buenos Aires é sua já mencionada irregularidade. Na prática, isso traz algumas implicações importantes para os possíveis passageiros:

  • Os cartões de crédito argentinos estão bloqueados no aplicativo por ordem judicial e, portanto, só é possível pagar em dinheiro ou com cartão de crédito emitido fora da Argentina (ou seja, os cartões de crédito brasileiros são aceitos);
  • Já ocorreram alguns ataques isolados de taxistas a veículos identificados como Uber. Por isso, caso optar por este transporte, a recomendação é viajar sempre no assento da frente e ser discreto em geral, principalmente nos aeroportos.

Quais são as alternativas ao Uber em Buenos Aires?

Os aplicativos que oferecem serviços similares ao Uber em Buenos Aires são três atualmente:

  • a espanhola Cabify, que só utiliza motoristas profissionais, oferece carros padrão ou executivos, e aceita pagamento no cartão, em dinheiro ou com Paypal;
  • a brasileira Easy Taxi, que permite pedir táxis comuns e só aceita pagamento em dinheiro;
  • o BA Taxi, aplicativo oficial da prefeitura de Buenos Aires que também utiliza a rede de táxis comuns mas possibilita pagamento tanto em dinheiro como no cartão.

Diferentemente do Uber, as três opções acima estão devidamente regulamentadas em Buenos Aires. Por outro lado, em janeiro de 2018 a Cabify e a Easy Taxi anunciaram uma fusão global, embora por enquanto continuem funcionando separadamente em Buenos Aires. Outras alternativas ao Uber como 99 Taxi, Lyft, WillGo ou Televo não operam na Argentina.

Entre as opções clássicas, além dos táxis vale mencionar também o remís, um serviço que existe há décadas no país. Funciona por corrida como um táxi, mas a principal diferença é que não tem taxímetro e por isso o preço é combinado de antemão. Só está disponível através das agências de remís, ou “remiserías”, ou seja, não dá pra pegar na rua.

Desconto para novos usuários da Cabify

Cupom de desconto Cabify - Cadastre-se na Cabify com o código MIBUENOSAQ1 e ganhe $100 pesos na sua primeira corrida!

Uber em Buenos Aires: Quadro comparativo com outros serviços

Características básicas

ServiçoSituação legalMotoristasSegurança
TáxiRegularProfissionaisCarros padronizados
RemisRegularProfissionaisContratação por agências autorizadas
UberIrregularProfissionais e particularesDados do motorista no aplicativo
CabifyRegularProfissionaisDados do motorista no aplicativo
Easy TaxiRegularProfissionaisCarros padronizados e dados do motorista no aplicativo
BA TaxiOficialProfissionaisCarros padronizados e dados do motorista no aplicativo

Tarifas e formas de pagamento

ServiçoTarifaAdicionaisPagamentoReservas
TáxiTaxímetro*Bandeira 2 noturna* e adicional por rádio táxiDinheiro (alguns poucos aceitam cartões)Sim, via rádio táxi
RemisPredeterminada com base na distânciaNãoDinheiro (alguns poucos aceitam cartões)Sim
UberPredeterminada com base na distância e no tempo estimado da viagemTarifa dinâmica dependendo da demandaCartão de crédito internacional, Paypal, dinheiroSim, mas só em alguns bairros
CabifyPredeterminada com base na distância e no tempo estimado da viagemTarifa dinâmica dependendo da demandaCartão de crédito nacional ou internacional, Paypal, dinheiroSim
Easy TaxiTaxímetro*NãoSó dinheiroNão
BA TaxiTaxímetro*NãoDinheiro, cartão de débito, cartão de crédito nacional ou internacionalNão

* Confira as tarifas vigentes de bandeira 1. A bandeira 2 vai de 10 da noite às 6 da manhã e corresponde a um adicional de 20%.

Vale a pena usar o Uber para ir do aeroporto de Ezeiza ao centro de Buenos Aires?

Lembramos mais uma vez que o Uber funciona em Buenos Aires de forma ilegal, ou seja, não é um serviço autorizado pelo governo. Feita a ressalva, o Uber é mais barato do que qualquer outro serviço de transporte particular, desde que a demanda seja considerada normal no momento de pedir o carro. Infelizmente, não é possível prever se a tarifa normal ou a tarifa dinâmica vai ser aplicada. Só saberemos na hora de pedir o veículo.

Tomando como exemplo o trajeto do aeroporto de Ezeiza ao Centro de Buenos Aires (Obelisco), os valores em pesos argentinos em março de 2019 são:

Também é preciso levar em consideração que o Uber normalmente não permite fazer reservas em Buenos Aires. Portanto, o carro deve ser pedido usando o wifi gratuito do aeroporto ao desembarcar. Hoje em dia, a área de Ezeiza está bem servida pelo Uber, mas pode existir o risco de que não haja carros disponíveis. Nesse caso, a vantagem do Cabify ou dos remises é que permitem reservar ainda estando no Brasil.

Naturalmente, o trajeto fica mais em conta considerando opções de transporte coletivo, conforme explicamos na página Como ir a Buenos Aires.

Vale a pena usar o Uber para ir do Aeroparque ao centro de Buenos Aires?

No caso do Aeroparque, como é um aeroporto que fica dentro da própria cidade, é quase certo que existirão carros disponíveis. Além disso, não existem grandes diferenças de preço entre um serviço e outro, apesar de que o Uber continuaria sendo mais barato na tarifa normal. Como referência, os valores atuais do Uber do Aeroparque até o Centro de Buenos Aires vão de $150 a $250 pesos dependendo da localização do hotel.


Compartilhe!


Afinal, qual é o melhor show de tango em Buenos Aires?

Afinal, qual é o melhor show de tango em Buenos Aires?

Melhor show de tango em Buenos Aires Argentina

Os shows de tango são uma atração imperdível para a maioria dos turistas que visitam Buenos Aires (via Café de los Angelitos)

Existem muitas opções de shows de tango em Buenos Aires! Decidir qual é o melhor termina sendo apenas uma questão de gostos, necessidades e orçamentos.

O que as casas de tango de Buenos Aires têm em comum?

Antes de mais nada, vale a pena indicar o que todas as casas de tango têm em comum:

  • Abrem de segunda a segunda, salvo por algum evento privado.
  • Oferecem esquemas de Cena Show (show com jantar), Solo Show (sem jantar) e Cena Show VIP (localização privilegiada, mais opções no menu e upgrade de vinhos).
  • O jantar consta de diferentes opções de entrada, prato principal e sobremesa, com bebidas à vontade.
  • Os shows incluem números de dança, canto e orquestras ao vivo.
  • Oferecem como cortesia um serviço de transfer ida e volta do hotel à casa de tango, desde que sejam hotéis cêntricos.
  • Aceitam bebês e crianças e contam com descontos especiais dependendo da idade.

Quais são as principais diferenças entre as casas de tango?

Os principais aspectos que diferenciam uma casa de tango da outra e que, portanto, influenciam os preços, são os seguintes:

  • Proposta artística mais clássica ou mais moderna;
  • Quantidade de bailarinos e músicos em cena;
  • Duração do show, que pode ir de 80 minutos a 2 horas;
  • Tamanho do recinto, o que determina se o show é mais ou menos intimista;
  • Qualidade e variedade da cozinha;
  • Oferecer ou não aulas de tango de cortesia.

Como escolher o melhor show de tango em Buenos Aires?

Para facilitar a escolha, abaixo indicamos dez dos principais shows de tango de Buenos Aires, destacando as características mais marcantes de cada um (do mais caro ao mais barato):

    • Rojo Tango: O show mais VIP e sofisticado, ambiente intimista estilo cabaré, localizado em um moderno hotel cinco estrelas, cozinha de primeiro nível.
    • Gala Tango: Ambiente exclusivo, salão refinado com poucas mesas, show de tango clássico, demonstração de folclore, aula de tango de cortesia, cozinha de primeiro nível.
    • Señor Tango: Maior e mais famosa casa de tango, show grandioso e circense, demonstração de folclore, homenagem a Evita, show de maior duração (2 horas).
    • Café de los Angelitos: Café histórico, show de tango clássico, duas orquestras sendo uma só de mulheres, ótima cozinha.
    • La Ventana: Antigo cortiço restaurado, show de tango clássico, demonstração de folclore, homenagem a Evita, aula de tango de cortesia, degustação de vinhos.
    • Tango Porteño: Antigo e luxuoso cinema, grande estrutura, show de tango teatral, excelente cenografia e figurino, aula de tango de cortesia, bom preço.
    • El Viejo Almacén: Casa tradicional e histórica, ambiente intimista, show de tango clássico, bom preço.
    • El Querandí: Café histórico, ambiente intimista, show de tango teatral, excelentes figurinos, ótima cozinha, bom preço.
    • Piazzolla Tango: Antigo e suntuoso teatro, show de tango clássico, homenagem a Ástor Piazzolla, aula de tango de cortesia, bom preço, show de menor duração (80 minutos).
    • Madero Tango: Bela vista ao rio, show de tango moderno e ousado, homenagem a Carlos Gardel, homenagem a Evita, aula de tango de cortesia, bom preço.

Nota: A reconhecida casa de tango Esquina Carlos Gardel fechou definitivamente suas portas no final de outubro de 2018.

Esperamos ter ajudado na escolha! Agora você já está em condições de reservar aquele que, na sua opinião, é o melhor show de tango de Buenos Aires!


Se você já foi a um show de tango em Buenos Aires, deixe um comentário abaixo indicando como foi a experiência!

Voos low cost revolucionam o céu da Argentina

Voos low cost revolucionam o céu da Argentina

 

low cost argentina

A oferta de voos low cost na Argentina não para de crescer, para a alegria daqueles que adoram viajar.

Os voos low cost, ou de baixo custo, estão em plena ebulição na Argentina. Durante anos, o céu do país hermano foi dominado apenas por duas empresas tradicionais, a Aerolíneas Argentinas e a Lan Chile (atual Latam). Essa situação mudou radicalmente em meados de 2017, com a abertura do mercado doméstico a novas rotas e companhias e, mais recentemente, com a liberação do preço mínimo da passagem.

As linhas aéreas low cost são uma alternativa popular e bem estabelecida em muitos países, representando atualmente 30% dos voos de todo o planeta. Essa tendência surgiu como uma solução inovadora para ampliar o mercado aéreo comercial, ao possibilitar que milhares de pessoas viajassem de avião pela primeira vez ou de forma mais rotineira.

Do ponto de vista do usuário, os voos low cost são uma excelente forma de poupar, já que as passagens aéreas costumam representar um dos maiores custos de qualquer viagem. A dica é usar o valor economizado para dar um upgrade no hotel ou para contratar o melhor seguro viagem e, assim, cobrir-se em caso de imprevistos.


Novas linhas aéreas low cost com voos dentro da Argentina

Flybondi, Norwegian, Avianca, JetSmart e LASA são algumas das linhas aéreas low cost que desembarcaram recentemente na Argentina. Confira abaixo os destinos e particularidades de cada uma:

Flybondi

Flybondi Argentina low cost

A Flybondi é a primeira linha aérea low cost da Argentina. Começou a operar em janeiro de 2018, com preços baixíssimos e um marketing que preza pela inovação. Como era de se esperar, a companhia causou uma reviravolta no mercado local e já representa 5% dos voos domésticos.

Em Buenos Aires, a Flybondi opera a partir do Aeroporto de El Palomar, uma antiga base aérea militar transformada recentemente em aeroporto low cost. O trajeto de carro até o centro da cidade de Buenos Aires demora aproximadamente 40 minutos.

Em total, são 13 as cidades argentinas atualmente conectadas pela Flybondi:

  • Buenos Aires (Aeroporto de El Palomar);
  • Corrientes;
  • Bahía Blanca;
  • Córdoba;
  • Mendoza;
  • Jujuy;
  • Neuquén;
  • Puerto Iguazú;
  • Posadas;
  • Salta;
  • Santiago del Estero;
  • Bariloche;
  • Tucumán.

A partir de janeiro de 2019, a Flybondi começará a voar também à cidade uruguaia de Punta del Este, partindo de Buenos Aires e de Córdoba. As passagens para o novo destino já estão à venda no site.

A empresa costuma ter promoções com preços ultra low cost a partir de AR$ 199 por trecho. O valor da passagem inclui uma bagagem de mão de até 6 kg por passageiro. Outros serviços como malas a despachar e alimentos durante o voo podem ser adquiridos por um valor aparte.

Norwegian Air Argentina

Norwegian argentina low cost

A Norwegian, sexta maior linha aérea low cost do mundo, aterrizou na Argentina em fevereiro de 2018. Atualmente conecta o aeroporto de Ezeiza em Buenos Aires ao aeroporto de Gatwick em Londres quatro vezes por semana. A partir de 1 de dezembro, a frequência dessa rota passará a ser diária.

Além disso, em 16 de outubro de 2018 a Norwegian começou a voar pela Argentina com preços super em conta, a partir de AR$ 699. Os voos internos unem as seguintes cidades:

  • Buenos Aires (Aeroparque Jorge Newbery);
  • Córdoba;
  • Mendoza;
  • Bariloche;
  • Neuquén;
  • Iguaçu;
  • Salta.

Em um futuro próximo, a Norwegian dará acesso a 72 rotas domésticas, além das 80 rotas internacionais que já estão disponíveis como conexões a partir de Londres.

Avianca Argentina

Avianca Argentina low cost

A Avianca é uma linha aérea colombiana que já opera no Brasil há alguns anos, mas que só estreou na Argentina em novembro de 2017. Atualmente, seus voos low cost conectam as seguintes cidades:

  • Buenos Aires (Aeroparque Jorge Newbery);
  • Mar del Plata;
  • Rosario;
  • Santa Fe;
  • Reconquista.

O primeiro voo internacional da Avianca Argentina está programado ainda para este ano, com destino a São Paulo.

JetSmart

Jetsmart Chile Argentina low cost

A JetSmart é uma nova empresa aérea de ultra baixo custo que já opera na Argentina desde setembro de 2018. De origem chilena, a companhia conecta ambos países por preços que vão de AR$ 1.800 a AR$ 3.000.

Os destinos atualmente oferecidos pela JetSmart são:

  • Buenos Aires (Aeroporto de El Palomar);
  • Córdoba;
  • Mendoza;
  • Santiago do Chile;
  • La Serena (Chile).

A empresa planeja começar a voar dentro da Argentina em meados de 2019, logo após obter a habilitação necessária. A intenção é chegar a oferecer 21 rotas domésticas.

Lasa

Lasa Argentina low cost

A Lasa é outra nova linha aérea que em breve começará a conectar a Argentina e o Chile, com foco na Patagônia de ambos países. As primeiras rotas planejadas incluem Bariloche-Puerto Montt (desde AR$ 994), Neuquén-Temuco (desde AR$ 1.332), Chapelco-Bariloche (desde AR$ 520) e Bahia Blanca-Neuquén (desde AR$ $1.207).

A Lasa irá operar com aviões de pequeno porte da Embraer, com capacidade para até 50 passageiros. A passagem incluirá uma bagagem de mão de 5 kg por passageiro, além de bebidas, café e biscoitos durante o voo.


Vale a pena fazer voos low cost pela Argentina?

Os novos voos low cost representam um enorme incentivo para o turismo dentro da Argentina. Com a concorrência acirrada e o fim das tarifas mínimas, a expectativa é que voar pelo país seja cada vez mais fácil e barato. A criação de novas rotas domésticas também elimina em muitos casos a necessidade de fazer escalas em Buenos Aires.

Seguindo um modelo de negócios comprovado mundialmente, as linhas aéreas low cost que operam na Argentina oferecem passagens básicas pelo preço mais baixo possível. Cabe aos usuários a decisão de contratar separadamente serviços como despacho de bagagens, escolha de assentos, bem como alimentação e entretenimento a bordo.

Outro fator de economia é que certas companhias low cost operam em aeroportos pequenos, como o de El Palomar, podendo assim reduzir custos. Em compensação, é preciso levar em conta que já foram registrados diversos cancelamentos e atrasos devido a questões operacionais, principalmente no caso da Flybondi.

Uma dica é que muitas companhias reservam os melhores preços para passagens compradas com pelo menos 30 dias de antecedência. Portanto, planifique com tempo e faça uma boa (e econômica) viagem!


Você já voou em algumas dessas linhas aéreas? Conhece o novo Aeroporto de El Palomar em Buenos Aires? Conte pra gente nos comentários!

Adiós IVA! Hotéis na Argentina agora são tax free

Adiós IVA! Hotéis na Argentina agora são tax free

Hoteis em Buenos Aires Hoteis na Argentina Tax Free


Desde 2 de janeiro de 2017, os hotéis em Buenos Aires ou em qualquer outra cidade da Argentina ficaram mais baratos para turistas internacionais.

Os estrangeiros agora têm direito à devolução total do imposto ao valor agregado (IVA) cobrado por hotéis e outros tipos de alojamento em todo o país. Na prática, isso equivale a um abatimento da taxa de 21% que vem embutida na fatura. A principal condição é que o pagamento seja feito no cartão ou via transferência bancária.

A medida foi implementada por um decreto emitido conjuntamente pelo Ministério do Turismo e pela AFIP (a Receita Federal argentina). Com isso, o governo visa incentivar um maior fluxo de visitantes internacionais, aumentar a entrada de divisas e gerar novos postos de trabalho.

O mecanismo de reembolso praticado pelos hotéis na Argentina é similar aos existentes na Colômbia e no Equador. Por outro lado, países como México, Peru, Chile e Uruguai aplicam uma isenção fiscal direta.

Como ocorre a devolução do IVA de hotéis na Argentina?

O decreto prevê um reembolso automático do imposto no momento de fechar a conta no hotel ou ao realizar o pagamento através de agências de viagens.

Os requisitos para o turista são:

  • Comprovar sua condição de estrangeiro não-residente mediante apresentação de passaporte ou carteira de identidade válidos. Também pode ser solicitado algum documento imigratório que comprove que está como turista no país.
  • Pagar pelos serviços de alojamento com um cartão de crédito ou débito emitido fora da Argentina ou via transferência bancária internacional.

É importante levar em consideração que sites de reserva normalmente não incluem no preço a taxa de 21% de IVA (o Booking, por exemplo, esclarece para cada hotel se o imposto está ou não incluso, apesar de que aparece como ISS em vez de IVA). Portanto, cumprindo os requisitos acima, o valor da diária indicado no site deveria ser o valor final. Caso o imposto apareça indevidamente na conta, o hotel tem a obrigação de estorná-lo.

Em que casos não deveria ocorrer a devolução do imposto?

O reembolso do IVA de alojamento a estrangeiros não é válido para:

  • Pagamentos feitos em dinheiro vivo.
  • Despesas extras como refeições, frigobar, spa e outros serviços prestados pelos hotéis. Somente estão inclusos a hospedagem e o café da manhã, caso seja parte do valor da diária.
  • Aluguéis de apartamentos de temporada, como o Airbnb, já que esse tipo de serviço normalmente não retém IVA na Argentina.

O sistema tax free para compras na Argentina mudou?

Não, permanece o mesmo. Vale lembrar que o Tax Free para mercadorias permite a devolução do IVA em compras superiores a 70 pesos de produtos fabricados na Argentina que tenham sido adquiridos em comércios aderidos ao sistema.

O processo para cobrar a devolução do IVA de produtos é mais burocrático que o dos hotéis, já que requer:

  • Solicitar e preencher um formulário de reembolso em cada loja aderida.
  • Apresentar os formulários nas cabines Global Refund Tax Free dos aeroportos ou do terminal de barcos Buquebus ao sair do país, junto com as respectivas notas fiscais.

Reservar hotéis em Buenos Aires

Usando o buscador abaixo, compare o preço da estadia em diferentes sites de reserva para escolher a melhor oferta de hotéis em Buenos Aires! Filtros por tipo de alojamento, bairro, entre outros.


Compartilhe!


Conte sua experiência nos comentários caso você planeje ou já tenha se hospedado em hotéis na Argentina este ano!